Blog de jobolla


Inauguração do campo da Santa Eliza

 

Tão logo foi fundada a Associação Atlética Barra Bonita, em 21 de abril de 1923, seus jovens diretores passaram a ter como prioridade a construção de um campo de futebol. Foi então que o presidente Orozimbo Loureiro Júnior, o Dr. Surumba, foi até seu pai, solicitou a cessão de uma várzea existente na Fazenda Santa Eliza, de´propriedade do mesmo, e foi prontamente atendido.

O local era uma dádiva da natureza, recanto pitoresco cercado de um lado pelo rio Tietê, de outro lado por um alto morro coberto por espessa mata, mata essa que predominava também nos outros dois lados do local. Não ficava longe, e poderia servir de atrativo para aqueles que desejassem um passeio pela margem do rio Tietê.

O terreno cedido teria de ser aterrado, nivelado, pois existiam grandes valas abertas para extração da argila para as olarias. Enquanto as obras eram realizadas, a AABB passou a dedicar-se a natação, remo e atletismo, sendo que o remo ao lado da natação, eram atração máxima, a “coqueluche” da época, pois com a compra dos mais variados tipos de barcos, aqui aportavam centenas de esportistas de toda região, não só para a prática do remo bem como a natação, a qual era praticada em pleno rio Tietê. O movimento era cada vez maior, e a diretoria, entusiasmada, ia incentivando e dinamizando esses  esportes.

Quando o campo ficou pronto, já em 1924, a diretoria da AABB resolveu inaugurá-lo, com grande festa, exatamente no dia de seu 1º aniversário: 21 de abril. O Estádio da Santa Eliza tinha um excelente gramado, um dos melhores da região. Foram convidadas à estréia do campo as equipes do XV de Novembro de Jaú e a Associação Atlética Sãomanuelense de São Manuel. Duas equipes das mais famosas da época, A vitória pertenceu ao XV de Jaú por 2 a 0, gols marcados por Renato Góis e Laerte. O XV de  Jaú, já famoso em toda região,  venceu a partida jogando com: Chafic Buchala, Pileta e Busnardo I; Maurício, Tiri e  Busnardo II; João Gostoso, Domicio, Renato Góis, Rogério e Laerte. Uma senhora equipe de futebol, com alguns de seus jogadores chegando a jogar em equipes de renome do futebol brasileiro, como João Gostoso que jogou pelo Santos Futebol Clube e Laerte ao Laf de Minas Gerais. Renato Góis, um excelente jogador, infelizmente teve sua carreira truncada, falecendo vítima da gripe espanhola.

A equipe da A. A. São manuelense também era integrada de famosos jogadores, como Rabelo que jogou pelo Palestra Itália, hoje Palmeiras, Tozoni, Toni e Bertoni que defenderam o Corinthians, e sua formação, nesse histórico jogo, foi a seguinte: Rabelo, Gumercindo e Ricieri;  Albertino, Prego e Paraíso; Zé Macaco, Mão Seca, Tozoni, Toni e Bertoni. Sem duvida, duas forças do futebol daquela época, e que proporcionaram um grande espetáculo ao numeroso público que lotou o campo da Chácara Santa Eliza.

Texto de Renato Adamo Bolla para o programa “A Hora da Nostalgia”, dia 08/01/1976, na Rádio Emissora da Barra)



Escrito por jobolla às 16h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




AABB campeã invicta

Em 1967, a AA Barra Bonita foi campeã regional pela Liga Sãocarlense de Futebol. Em 12 jogos disputados venceu oito e empatou quatro. Marcou 26 gols e sofreu sete. Teve o melhor ataque e a melhor defesa do campeonato. O técnico era o professor Roberto Battaiola, que montou o time campeão. A foto é do dia 3 de setembro, quando, no Vicentão, a veterana goleou o Independente de Itirapina por 5x1. Os gols foram marcados por Carlinhos 2, Sinval 2 e Láercio. Em pé, a partir da esquerda: Osmar Bernardino Luciano (diretor), Zé Mané, Pintado, Ditão, Camargo, Tíbia, Beto Gerin e Naite (diretor). Agachados, na mesma ordem: Kyelce, Laércio, Sinval, Pilão e Carlinhos Souza Dantas.



Escrito por jobolla às 10h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Segundão da Veterana em 1964

21/06/1964 - Em plena ditadura militar, o segundão abebeano foi a Jaú enfrentar o segundão do EC América daquela cidade. Não foi bem o time abebeano que acabou derrotado por 3x2. Na foto acima o timão alvi-negro. Em pé, a partir da esquerda: Pedro Leóz, Camargo, Mário Cezar Saffi, José Carlos (Terreno), Bilico Stangherlin, João Batista Tórcia, Osvaldo (Zê) Santana e Deodato (Príncipe) Ferreira. Achados na mesma ordem: Norival (Bico Vermelho) Correa, Herivelto (Poita) Ottoboni, Edgard Dias Batista Júnior, Osvaldo Manoel (Baby) Bolla, José Otávio (Tavinho) Bolla, Miguel Tórcia Filho e Renatinho Bolla, que aos 42 anos jogou, naquela tarde, ao lado do filho Tavinho e dos sobrinhos Bilico, Edgarzinho e Baby.



Escrito por jobolla às 09h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Palmeiras na Barra

Em outubro de 1944, a SE Palmeiras esteve jogando futebol do Estádio Natale Petri, em Barra Bonita. Foi um dia marcante, pois embora fosse o quadro de aspirantes do “Palestra”, trouxe o goleiro Oberdã Cattani, um dos maiores ídolos do alvi-verde em todos os tempos. Neste mesmo dia, chegava de trenzinho, junto com a delegação palmeirense, o Bispo da Diocese, que vinha ministrar o Crisma. Banda de Música e uma grande multidão recepcionava os visitantes na estação. A caravana subiu pela rua Campos Salles, rumo à Igreja Matriz de São José. Como a delegação do Palmeiras ficaria no Hotel Terway, que ficava onde hoje está o Banespa, o povo ficou por aí, admirando os craques e, em especial, Oberdã. Foi preciso, então, o pároco Cônego Chiquinho pedir para que Oberdã seguisse com o bispo até a Igreja para que o povo os acompanhassem. Oberdã é padrinho de muitos barra-bonitenses.

O jogo terminou com a vitória da SE Palmeiras por 3x1. Na foto, acima, vemos o time da AABB que enfrentou o Palmeiras e que foi campeão regional naquele ano. Em pé, a partir da esquerda: Laurindo Biazetti, Aldo Bolla, Tatu, Luizinho Antonângelo, Nil Antonelli e Aldo Bruno. Agachados, na mesma ordem: Tide Battaiola, Renatinho Bolla, Pintado, Barra Grande e Zé Rogério Varaquim.



Escrito por jobolla às 09h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Inauguração da Sede Social

 No dia 21 de abril de 1960, depois de muito trabalho e abnegação de diretores e associados, a AA Barra Bonita inaugurava sua sede social à rua 1º de Março. Foi um dia histórico para Barra Bonita e, em especial, para a veterana.

Missa Campal – Foi celebrada na nova sede a Missa em Ação de Graças pelo padre  Guerino Anselmi, que vemos na foto acima, ao lado dos diretores da AABB: Ângelo Peraçoli, Cezar (Tché) Saffi, Octávio Antenor, Floriano Battaiola, Renato Adamo Bolla e Gervásio Frollini.

 

Inauguração – Às 20 horas, do dia 21 de abril de 1960, o senhor Constantino Santiago Lopes, presidente do Conselho Deliberativo, descerrava a fita de inauguração da Sede Social da AABB, que mais tarde passaria a se chamar “Edifício Constantino Santiago Lopes”. Às 23 horas aconteceu o Baile da Inauguração, abrilhantado por Pedrinho e sua Orquestra, de Guararapes.

 

Sócios Remidos – Na festa de inauguração foram entregues os títulos de Sócios Remidos, às pessoas que se despuseram a contribuir mensalmente com as obras de construção da Sede Social. Na foto, o vereador Miguel Torcia recebe das mãos do Deputado Estadual Pedro Paschoal, o seu título, sob os olhares de Alcides Pagini, Constantino Santiago Lopes, Renato Adamo Bolla e Antonio Benedito Di Muzzio.



Escrito por jobolla às 08h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, BARRA BONITA, Homem, de 56 a 65 anos
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Globo.com
Votação
  Dê uma nota para meu blog